Notícias

Comissão de Cultura aprova isonomia a veículos de imprensa em entrevistas coletivas


A regra valerá para empresas de comunicação, jornais, rádio, TV e mídia virtual

Chico D’Angelo recomendou a aprovação do projeto / Foto: Agência Câmara Notícias

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 542/19, que garante isonomia a veículos de imprensa em entrevistas coletivas com representantes dos três poderes, de órgãos e instituições públicas. Segundo a proposta, da deputada Maria do Rosário (PT-RS), as autoridades deverão obedecer aos princípios constitucionais de impessoalidade, imparcialidade e não discriminação ao oferecer informação pública. Quando for negado cadastro ou credenciamento de jornalista para alguma entrevista coletiva, as razões deverão ser documentadas e justificadas.

Caso a negação não esteja pautada nos princípios constitucionais citados no projeto, o responsável deverá responder a sanções previstas na Lei de Acesso à Informação. Entre as sanções cabíveis estão a advertência, a multa e a rescisão do vínculo com o poder público.

Tratamento isonômico

O parecer do relator, deputado Chico D’Angelo (PDT-RJ), foi favorável ao texto. “A exigência de tratamento isonômico em coletivas para veículos de comunicação reforça o cumprimento do preceito constitucional de amplo acesso à bens culturais, no caso específico, informações de órgãos e entidades públicas”, disse.

Tramitação

A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  • Agência Câmara Notícias
Notícias
Rádio de Fuzhou utiliza Lawo AoIP
Notícias
Rádio Nacional do Alto Solimões completou 13 anos
Política
Projeto impede dirigentes religiosos de serem donos ou diretores de emissoras de rádio
Sem comentários no momento.