Agências

Anatel adia vigência de regulamento de FM e TV


Na prática, a prorrogação posterga os estudos da migração AM/FM e o aumento de potência e primarização de alguns canais de TV, afirma ABERT

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) prorrogou, de 10 de agosto para 3 de novembro, a vigência do Regulamento sobre Canalização e Uso de Radiofrequências para os Serviços de Radiodifusão e seus Ancilares.

As mudanças têm o objetivo de adequar o Sistema Mosaico da Anatel, que deve sofrer alterações em função dos novos regulamentos técnicos de FM e de TV.

Em 2019, a ABERT (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão)  encomendou ao Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CPqD) estudos sobre interferência de rádios, que implicaram em alterações do regulamento técnico de FM.

O diretor geral da ABERT, Cristiano Lobato Flores, ressalta que “o novo regulamento trará grandes avanços para a análise técnica dos processos, pois além de dar celeridade aos procedimentos administrativos, está sendo atualizado de acordo com a evolução tecnológica dos serviços de radiodifusão”. Flores complementa que “a efetividade do novo regulamento depende, realmente, de o Sistema Mosaico estar adaptado às novas regras”.

Fonte: Abert

Associações
Covid-19: Comunicação Social envia manifesto ao Governo para sanar impactos da pandemia no setor
Notícias
Ministério da Defesa defende previsão de rede privativa do governo no edital do 5G
Eventos
Congresso Norte e Nordeste da Radiodifusão acontece em Fortaleza
Sem comentários no momento.